sexta-feira, 8 de março de 2013

Entrevista com Alexandre Mattos




Entrevistamos, nesta semana, com exclusividade, o diretor de futebol do Cruzeiro Esporte Clube, Alexandre Figueiredo Mattos, que completou seu primeiro ano, na terça-feira dia 05/03/2013, no comando do futebol profissional celeste. Ele assumiu o cargo deixado por Dimas Fonseca, muito contestado na época por suas contratações e pelo desempenho da equipe no Campeonato Brasileiro de 2011. 

O objetivo da entrevista é possibilitar que o torcedor conheça um pouco mais da trajetória, o passado, o presente, os objetivos e também o lado do gestor profissional de futebol, Alexandre Mattos.

Posso dizer que foi uma honra ter tido a oportunidade de entrevistar um profissional tão qualificado e competente. Obrigado, Alexandre. 

A um grande amigo, Renato Naves, meu agradecimento pelo suporte.

José Victor Porcaro
Twitter: @jotavp

Confira a entrevista abaixo:

JVP: Primeiramente gostaria de lhe agradecer por ter aceitado o convite para esta entrevista e lhe parabenizar pelo excelente trabalho realizado no Cruzeiro.

Alexandre Mattos: Eu que agradeço a vocês do blog pela oportunidade.

JVP: Como o futebol surgiu em sua vida profissional?

Alexandre Mattos: Como todo projeto na vida, tudo começa com um sonho. Me preparei academicamente e esperei uma oportunidade, que veio através do América Futebol Clube.

JVP: Você trabalhou muitos anos no América/MG. Qual a importância desse período para a sua carreira? 
Alexandre Mattos: O América foi o clube onde tive a oportunidade de iniciar minha carreira e onde obtive uma experiência muito grande, não só no departamento de futebol, mas também em vários setores de uma entidade desportiva.

JVP: Conforme declarações em sua saída do América/MG, você afirmou que o clube estava desestruturado quando você começou. Hoje o América/MG é considerado um clube estruturado. Qual foi a sua contribuição para esta gestão?

Alexandre Mattos: Todo trabalho é feito em conjunto. Existem outras pessoas que participaram e ainda participam da reestruturação do América. O América vivia um momento conturbado financeira e tecnicamente, e a maior contribuição, foi a criação de uma série de protocolos que possibilitaram uma maior organização do clube.

JVP: Quando e como surgiu o interesse do Cruzeiro em seu trabalho? Era um sonho trabalhar numa equipe como o Cruzeiro? 

Alexandre Mattos: O interesse do Cruzeiro surgiu através do Presidente do clube, Dr. Gilvan de Pinho Tavares, há aproximadamente um ano. Sem dúvida alguma, minha contratação pelo Cruzeiro é um sonho realizado
e agradeço muito a Deus por esse presente.

JVP: Antes de sua contratação, você participou de uma reunião informal dos conselheiros celestes, a Confraria San Sebastian. Dizem que esta reunião foi determinante para a escolha do seu nome. Como foi esta experiência? Quem o levou a esta reunião? 

Alexandre Mattos: Foi apenas uma reunião informal, mas gostaria de agradecer a todos aqueles que confiaram na minha contratação.

JVP: Você assumiu a diretoria de futebol do Cruzeiro em um momento conturbado. Qual foi a maior dificuldade encontrada? Qual foi a sua primeira grande mudança? 

Alexandre Mattos: A maior dificuldade encontrada foi o fato de que o Cruzeiro estava vivendo um momento de transição política e técnica. A gestão começou a ser modificada com a alteração do elenco do profissional, situação que permanece até os dias de hoje.

JVP: Muito se especulou sobre a situação financeira do clube na época. Como a diretoria buscou sanar este problema? 

Alexandre Mattos: O grande responsável e merecedor de toda a glória é o Presidente Gilvan de Pinho Tavares. Ele e os outros departamentos do clube fizeram um esforço hercúrio e conseguiram de maneira brilhante encontrar um equilíbrio para as finanças do clube.

JVP: Grandes contratações realizadas em 2012 e 2013, como Tinga, Ceará, Borges, Diego Souza e Dagoberto, foram creditadas ao seu trabalho e ao projeto oferecido pelo Cruzeiro. Qual é o projeto que seduziu esses jogadores?

Alexandre Mattos: O projeto maior e o maior atrativo é, sem dúvida nenhuma, a tradição da camisa celeste. A credibilidade e o tamanho do clube facilitaram muito com que atletas renomados pudessem vir.

JVP: Na sua visão, o que é fundamental para um clube ter sucesso no futebol? Você se espelha na filosofia de gestão de algum grande clube mundial?

Alexandre Mattos: Organização, planejamento e estrutura profissional em todos os seus setores. Cada empresa, e o clube de futebol, nos dias de hoje, é uma empresa, tem a sua peculiaridade. O Cruzeiro é uma máquina, que possui as suas engrenagens e ela, por si só, já é um exemplo a todos.

JVP: Como você define a nova filosofia de gestão, que está sendo implementada pelo Dr. Gilvan e por você?

Alexandre Mattos: Gestão profissional, responsável e quem tem como objetivo principal a conquista de títulos.

JVP: Muito se tem discutido sobre a importância do marketing para alavancar o futebol e vice e versa. Como você enxerga isso? E como é essa relação do departamento de futebol com o departamento de marketing dentro do Cruzeiro?

Alexandre Mattos: É uma ferramenta extremante necessária e utilizada pelos clubes a nível mundial. Com o Cruzeiro não é diferente, e tem grande profissionais que cuidam desse departamento.

JVP: A base se tornou um ponto importante para a diretoria do Cruzeiro. Como está sendo desenvolvido o trabalho para que os jogadores da base se tornem realidade na equipe profissional do Cruzeiro?

Alexandre Mattos: A categoria de base pode ser dividida em três pilares: captação, formação e transição. O Cruzeiro, durante muitos anos, é considerado como um dos clubes que vem fazendo o desenvolvimento de cada um desse pilares no mais alto nível. Estamos sempre evoluindo e buscando melhorar esses pontos.

JVP: Sobre o contrato do Cruzeiro com a Minas Arena, a imprensa deu muito espaço para críticas feitas sem o conhecimento do contrato. Como a diretoria reagiu a estas críticas feitas com base em especulação? 

Alexandre Mattos: Com muita tranquilidade. O torcedor pode estar ciente que o melhor contrato possível foi desenvolvido pelo clube.

JVP: Com a divulgação de um suposto contrato, provou-se que o mesmo é benéfico ao Cruzeiro. Qual a expectativa do Cruzeiro em relação aos benefícios que o Mineirão trará ao clube? 

Alexandre Mattos: Sem dúvida nenhuma, utilizar a força de seu maior patrimônio: a sua imensa torcida.

JVP: A torcida ainda está na expectativa por mais reforços, especialmente um grande nome para a zaga. Existem planos para reforçar a equipe para o Brasileiro e Copa do Brasil? 

Alexandre Mattos: O Cruzeiro formatou um dos melhores elencos do futebol brasileiro. O maior reforço, no momento, é conseguir transformar esse elenco em um grande time.

JVP: Quais são seus objetivos a frente do futebol do Cruzeiro e o que esperar do Alexandre Mattos neste e nos próximos anos? 

Alexandre Mattos: O grande objetivo, sem dúvida nenhuma, é levar o Cruzeiro ao título que falta: o Mundial de Clubes.
De mim, os torcedores podem esperar sempre uma dedicação e uma raça enorme em busca do melhor para o Cruzeiro.

JVP: Alexandre, muito obrigado pela atenção e pela entrevista concedida. Desejo toda sorte e sucesso no comando do futebol do Cruzeiro Esporte Clube. Obrigado!

Alexandre Mattos: Obrigado a vocês pela oportunidade.


ACREDITAMOS QUE ESTA DUPLA IRÁ MARCAR ÉPOCA NO CRUZEIRO !

Este material é exclusivo do Blog Central do Cruzeiro sendo, assim, permitida a reprodução do mesmo com os devidos créditos.
Marcadores: ,

0 comentários:

Postar um comentário



Ana Marques - Sada Cruzeiro

Cruzeirense de Jaboticatubas, 21 anos e estudante de Engenharia Química. Acompanhei desde a impressionante campanha da Tríplice Coroa até as alegrias e tristezas na Libertadores. Admiradora também do vôlei desde pequena, encontrei finalmente no Sada Cruzeiro uma razão para amar as quadras com toda a força de uma boa guerreira dos gramados.






Deborah de Castro - Colaboradora

Brasiliense, 17 anos, curso Economia na UnB e dizem que sou precoce! Mas, precoce mesmo é o meu amor pelo Cruzeiro, que surgiu há tanto tempo que nem me lembro de como é ser só Deborah, e não “aquela cruzeirense” como conhecidos se referem a mim.






Fernanda Andrade - Sada Cruzeiro

Fernanda Andrade, estudante de administração, apaixonada pelo Cruzeiro desde que me entendo por gente. Representando o manto celeste nas quadras, o Sada Cruzeiro vem mostrando a força da nossa nação e claro, não pode faltar a minha participação. Vou aonde você for , só pra ver você jogar!






Filipe Arlindo - Análise Tática

Filipe Arlindo, conhecido como Mosquitim Azul, estudante de Educação Física, apaixonado por esportes e principalmente pelo Cruzeiro. Farei aqui a análise tática dos jogos do Maior de Minas.






Ivan Pinto - Colunista

Ivan Woyames Pinto é comentarista esportivo, cruzeirense de coração e presidente da Charanga do Cruzeiro. Milita no futebol desde a década de 70 sempre o lado de seu avô, o inesquecível, Aladair Woyames Pinto. Trabalhou na bancada do Alterosa Esporte e na TV Record Minas, sempre defendendo as cores do Cruzeiro e, atualmente, vem desenvolvendo todos os seus trabalhos na internet.






Lucas Guilherme - Colunista

Cruzeirense e belo horizontino apaixonanado, 21 anos, estudante de Direito. Nascido no dia 02/01, dia do Cruzeiro. Sempre crítico, nunca corneta. Farei crônicas sobre o melhor clube brasileiro do século XX.






Pedro Henrique - Editor Chefe

Cruzeirense fanático, vivo pelo Cruzeiro, sou colunista, jornalista, comentarista esportivo, amante do futebol brasileiro, pois só dele que comento. Há mais de um ano acompanhando os bastidores do Cruzeiro Esporte Clube e trabalhando por ele.






Victor Hugo - Colunista

Estudante de Engenharia de Produção na UFMG, peladeiro nato e apreciador de boa música. Cruzeirense desde às 12:05 do dia 11 de maio de 1993 até hoje, nas derrotas e nas (muitas) glórias. Orgulho de fazer parte da Maior Torcida de Minas!






Willian Felipe - Colunista

Willian Felipe, 28 anos, formado no curso de Gestão Comercial pela UNIPAC, natural de Contagem. Paixão Celeste começou em 1992, com o título da Supercopa.